Adab recebe prêmio pelas ações de controle da Mosca-das-frutas no Vale do São Francisco

Noticias – 25/08/2016 14:10

1472145431premio_moscadasfrutas_1

A Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) recebeu prêmio pelos serviços prestados no controle da Mosca-das-frutas, na região norte do estado, para a exportação de manga aos Estados Unidos (EUA). A premiação oferecida pela Valexport e National Mango Board aconteceu durante evento realizado no Vale do São Francisco, Região Norte da Bahia, e os servidores Luiz Carlos Pereira da Silva, José Carlos Marques dos Santos e Terezinha Costa representaram todos os elos envolvidos com a Defesa Sanitária Vegetal.

Até exportar, os produtores precisam seguir um rigoroso protocolo de medidas fitossanitárias, sob o Sistema de Mitigação de Risco para Mosca-das-frutas (SMS), junto à ADAB, órgão vinculado à Secretaria da Agricultura do estado (Seagri), e regulamentado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “Inicialmente realizamos o cadastramento e inspeção das lavouras, onde é observado o levantamento fitossanitário da praga e o registro de densidade populacional da mosca-das-frutas; o controle de qualidade do monitoramento; e as possíveis rotas de escoamento”, esclarece a coordenadora do Projeto Estadual de Controle da Moscas das Frutas, Rita de Cássia de Oliveira.

Para o diretor da área Armando Sá, os servidores que vão a campo, representam o comprometimento e a responsabilidade da Agência com a qualidade e a segurança alimentar das mangas consumidas nos Estados Unidos. “Os servidores da região estão de parabéns, fazendo com que a ADAB seja referência mesmo diante do aumento populacional da praga, decorrente dos agricultores familiares que não adotavam as medidas fitossanitárias de controle da praga. Cumprimos com o nosso seu papel de fiscalizar a produção: do plantio, passando por manejo, colheita e controle de pragas, viabilizando a exportação de manga”, parabenizou o diretor de Defesa Sanitária Vegetal.

A Bahia ocupa o segundo lugar no ranking nacional de produção e exportação de frutas frescas e a expectativa do diretor geral da ADAB, Marco Vargas, diante da premiação, é ampliar ainda mais a cadeia produtiva da manga no estado. “Este reconhecimento ressalta a importância da fitossanidade para o agronegócio e para a economia baiana”, incentivou Vargas.

O Vale do São Francisco exporta 85% da manga brasileira. O mercado interno é o principal consumidor da fruta, com 78% de participação. O restante da produção (22%) segue para o mercado externo para ser comercializada na Europa (70%), Estados Unidos (25%) e Ásia (5%). O Vale conta com uma área de 30 mil hectares cultivada com manga. No ano passado, a produção cresceu 7%, atingindo 750 mil toneladas. Atualmente, a região conta com 3 mil produtores de frutas (manga, uva, coco, goiaba e acerola).


Assessoria de Comunicação
Agência de Defesa Agropecuária da Bahia – ADAB
noticia.ascom@adab.ba.gov.br
www.adab.ba.gov.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?